Blog do Tas

Cutucadas do bruxo

29 de abril de 2015, 12:18

Escrito por marcelotas

Que o querido bruxo Abujamra continue onde sempre esteve: nos cutucando com arte a amor.

(Provocações, TV Cultura, 2010)

Novo dia de novo tempo

21 de abril de 2015, 10:55

Escrito por marcelotas

“Hoje é um novo dia
de um novo tempo
Que começou…”

 

Este blog está prestes a sofrer uma transmutação genética. Vai virar o “Tasômetro”. Como tudo acontece rápido e ao mesmo tempo, antes do “Tasômetro” estrear, a primeira série de videos que fiz para esta nova plataforma começa a ser publicada amanhã, 22 de Abril, no Snapchat. Como assim? Vamos por partes.

 

Tas no Snapchat

 

No início deste ano, depois de deixar a TV aberta, passei 20 dias de férias em Alter do Chão, pequena vila situada no Pará, bem no encontro de três rios poderosos: Tapajós, Amazonas e Arapiuns. Lá vivi dias lindos com uma interrogação que flutuava o tempo todo na mente. Como, com tanta abundância d’água, o Brasil vive a pior crise hídrica da sua história? A busca por respostas virou uma série de três reportagens que começa a ser publicada nessa quarta, dia 22 de Abril, no Snapchat dentro do canal Fusion- plataforma de jornalismo norte-americana voltada a jovens. Minhas reportagens serão em português com legendas em inglês.

(para assistir basta baixar o aplicativo “Snapchat”, ir até “Discover” e clicar em Fusion. É facinho e gostoso)

 

Discover e seus canais

 

Muito em breve, essa série e outros videos que produzirei com exclusividade para internet você verá no Tasômetro. Entenderam o porquê? Então tchau… e sejam muito bem-vindos ao meu novo tempo. Já é!

 

 

E viva Inezita Barroso e a música caipira!

10 de março de 2015, 18:03

Escrito por marcelotas

Inezita Barroso e Marcelo Tas no palco do “Viola Minha Viola” (TV Cultura, 2004)

 

No palco do Viola Minha Viola, certamente o programa mais antigo da TV Cultura, que vivi uma das maiores honras e emoções da minha vida: cantar  com  a grande Inezita Barroso. A música “Saudade da Minha Terra” é um trailer da vida de muitos, como eu, que saímos da infância no interior sem nunca deixarmos de ser caipiras com muito orgulho.

Inezita nos deixou aos 90 anos de vida dedicados à mais autêntica e maravilhosa música caipira. Obrigado e que sua vida sempre nos traga inspiração e coragem.