Blog do Tas

CQC 285

12 de outubro de 2014, 10:46

Escrito por marcelotas

Foto enviada por Tanira Barros (via Rede do Tas)

CQC 285

Band, 22h30

Entre outras:

PROTESTE JÁ: DESERTO EM SANTA CATARINA

FESTA DA REVISTA QUEM

FUNDAÇÃO CAFU

CQC NA RUA: CASAMENTO

DOCUMENTO: ÁGUA

NBA NO RIO

FILME TRASH

TOP 5

NA QUEBRADA

 

.::.

AVISO AOS NAVEGANTES: este roteiro é apenas um guia. Poderá sofrer alterações, amputações e inversões até a hora e, principalmente, durante a transmissão do programa, que é ao vivo. Relaxem e divirtam-se. Bom programa a todos!

Oba, virei titular no time do PIG!

08 de outubro de 2014, 17:19

Escrito por marcelotas

Ilustra: Gervásio Castro

 

Agradeço a quem me escalou e desenhou no time do PIG- Partido da Imprensa Golpista. Fico feliz não apenas pela qualidade inegável dos meus companheiros, mesmo daqueles que eventualmente eu discorde. Aliás, esta é a principal virtude deste time que está aí: Mainardi, Jabor, Reinaldo, Madureira, Merval… Reconheço em cada um deles, inclusive quando discordo deles, a virtude de serem debatedores livres de idéias. Esta é, ou deveria ser, a beleza da política e da democracia.

Mas o que mais gostei mesmo foi das pernocas musculosas e firmes que o desenhista botou no meu corpinho. Elas condizem absolutamente com a realidade e com a meu apetite de volante lutador pelo jogo democrático.

La lucha continua, “cumpanhero”!

Carta de um médico ao candidato derrotado Padilha

06 de outubro de 2014, 22:44

Escrito por marcelotas

 

Carta de um médico do Hospital das Clínicas de São Paulo ao colega dele, ex-ministro Padilha, criador do “Mais Médicos” no governo Dilma, candidato derrotado ao governo do estado de São Paulo

 

..::..

Ao caro (pseudo) colega Alexandre Padilha:

Eu desafio o sr, como o grande defensor do programa mais médicos que siga o seu caminho, mais natural agora que está desempregado, de ir trabalhar em uma prefeitura do interior do Brasil. No programa que o sr. mesmo ajudou a criar!

Já que segundo o PT nós médicos somos todos sem coração e mercenários? Que tal dar o exemplo?

Ir para uma prefeitura onde não se tem condições de trabalho, ver pacientes morrer na sua mão.

Ser processado por erro médico (quando na verdade não havia a mínima estrutura).

Ficar em dúvida se entra na ambulância para transferir o paciente (e abandona o plantão – o que é crime) ou se fica com paciente esperando ele morrer fingindo que está fazendo algo.

Ficar refém do prefeito local e ter que atender quantos pacientes ele quiser como se fosse seu empregado. Receber bilhete de vereadores para priorizar este ou aquele paciente (amigos, parentes e correligionários).

Fazer o papel de ouvidor geral do caos na saúde como se a culpa fosse sua (sim o médico é o cara do telemarketing que houve todas as reclamações como se tivesse culpa).

Mudar radicalmente seu projeto de vida e ganhar por mês uma bolsa de estudo (mesmo sendo formado) sem nenhum direito trabalhista, 13o, férias, FGTS, etc. E que pode ser demitido a qualquer minuto ao sabor das mudanças na conjuntura política.

Acho que o sr. será mais útil lá que em outro lugar e ainda ajuda nosso país a enviar menos dinheiro para ditatura cubana. Melhor um médico ruim como o sr. (consenso entre os que conhecem a sua competência técnica) do que um político péssimo.

E a população coitada ? Nosso povo é tão sofrido, que se o sr. for atencioso mesmo fazendo a coisa errada talvez eles gostem de você.

E se seu filho e ou alguém da sua família passar mal por lá fica tranquilo que alguém treinado na melhor medicina do mundo segundo o sr. estará lá pronto para atendê-lo.

Caio Nunes, médico especializado em Radiologia Músculo-Esquelética no Hospital das Clínicas da USP

..::..